Empresa

A RIBAPÃO-Sociedade Panificadora, Lda., foi constituída por escritura pública lavrada no lº. Cartório Notarial de Vila Nova de Famalicão, em 23 de Dezembro de 1970, tendo iniciado a sua actividade em 29 de Março de 1971.

 

O nascimento da Empresa resultou da concentração dum conjunto de pequenas e médias padarias, todas ou quase todas de âmbito familiar, situadas a Nascente do concelho de Vila Nova de Famalicão e a Poente do concelho de Santo Tirso, com o objectivo de assegurar a sua sustentabilidade, potenciar os recursos humanos existentes, dado que na época existiam dificuldades de contratação de trabalhadores para este sector de actividade, e desenvolver-se tecnológica e economicamente, proporcionando assim uma maior estabilidade a todos aqueles que aderiram a este ambicioso projecto.

 

Na primeira Assembleia Geral, realizada em 4 Janeiro de 1971, foram eleitos os primeiros Órgãos Sociais da Sociedade. Para o Conselho de Gerência, a Assembleia elegeu os sócios José de Azevedo Campos, David Ribeiro Ferreira e António Ribeiro de Carvalho. Para o Conselho Fiscal, os sócios José Hilário Silva Ferreira, Joaquim Nunes da Costa e Bernardino Ferreira. Em 20 de Junho do mesmo ano, o sócio José de Azevedo Campos apresentou o seu pedido de demissão do Conselho de Gerência. Para o seu lugar foi eleito o sócio Joaquim Nunes da Costa. O sócio José Azevedo Campos ocupou o lugar do seu substituto no Conselho Fiscal.

 

Numa primeira fase, a Empresa laborou nas instalações daqueles que à data dispunham de melhores condições, quer de espaço quer de equipamentos.

 

A construção de instalações que permitissem concentrar toda a produção e todos os trabalhadores num só local, com equipamento moderno e tecnologicamente mais evoluído, era o objectivo primeiro da Gerência então eleita.

 

Daí que, desde logo fossem encetadas diligências no sentido de adquirir um terreno, que correspondesse aos objectivos então definidos. Concretizou-se em 9 de Maio de 1972,  quando foi adquirida uma parcela de terreno com cerca de 5.830 metros quadrados, localizado no lugar do Cardal, freguesia de Bente, Vila Nova de Famalicão, hoje Avenida do Emigrante, nº.143.

 

Dado o primeiro passo, foi contactado e contratado um engenheiro, Manuel Sampaio Couto, para que elaborasse e apresentasse um projecto para a construção do edifício onde hoje a RIBAPÃO tem a sua sede e instalações. Apresentado o projecto, seguiu-se o convite a diversos empreiteiros para que apresentassem as suas propostas. Reuniram os Órgãos Sociais da Sociedade, Conselho de Gerência e Conselho Fiscal, que, na presença do Engenheiro autor do projecto, deliberaram em reunião de 9 de Junho de 1973 adjudicar a obra ao empreiteiro José Nogueira, da vizinha freguesia de Ruivães, que deu início aos trabalhos em Julho de 1973 e dando a obra por concluída em Março de 1974. Entretanto e paralelamente, a Gerência foi adquirindo e instalando o equipamento necessário e indispensável ao funcionamento da Empresa. 

 

Em 19 de Maio de 1974, entram em funcionamento as novas instalações, libertando-se deste modo as instalações pertença dos associados, por um lado, e ficando a Empresa com todos os seus trabalhadores e serviços concentrados num só local permitindo assim obter melhor qualidade nos produtos que fabrica.

 

A partir deste momento e dadas as condições de que dispõe, é hora de dar um passo em frente. Assim é lançada uma nova actividade, o fabrico de pastelaria. Adquirido o indispensável equipamento e admitido o pessoal necessário com formação qualificada para o sector, em Março de 1975 damos início a uma nova fase na vida de Empresa, obtendo logo nesse mês um assinalável êxito com o lançamento dos doces típicos da quadra da Páscoa - pão de ló, doce branco e amarelo, doce casadinho e doce de ovos.

 

A este período de 4/5 anos  intensa e agradavelmente vividos, segue-se  um período de consolidação da RIBAPÃO navegando em mares menos agitados, mas sempre atentos  às oportunidades que pudessem surgir e que não podiam nem deviam ser desperdiçadas. É assim que em 1982 a Ribapão adquire a sua primeira loja, situada no Centro Residencial do Quinteiro, em Oliveira S.Mateus.  Entretanto, começamos a sentir necessidade de nos instalar em Famalicão, e assim, em 1986 compramos uma loja no Edifício das Lameiras, Avenida Humberto Delgado, que teve uma receptividade muito boa junto da população da cidade, nomeadamente dos residentes das Lameiras.

 

Em Março de 1989, em Assembleia Geral, é eleito para o Conselho de Gerência o sócio Manuel Fernando Silva Ferreira em substituição do sócio António Ribeiro de Carvalho.

 

Em 30 de Março de 1993, a Assembleia Geral elege para o Conselho de Gerência o sócio Flávio Sampaio Ribeiro, em substituição do sócio Joaquim Nunes da Costa, que falecera em Fevereiro do mesmo ano.

 

Na década de 1990 faz-se sentir um forte impulso na abertura dos denominados “Pães Quentes”. Inicialmente,  não embarcamos nessa “febre”, na medida em que os investimentos e os custos se mostravam bastante elevados. Eram necessários grandes espaços, instalação de equipamentos pesados e elevado número de pessoas - fabrico e comércio - o que os tornava pouco atractivos. Aguardamos, e pensamos que bem, pois verificou-se uma evolução que permitiu outra visão mais consentânea com a realidade para desenvolver a actividade dos pães quentes.

 

Foi assim que em 1996 iniciamos uma caminhada, diríamos mais, uma cavalgada, na medida em que até final de 2005 abrimos 12 novos estabelecimentos a saber:

       25 de Março de 1996, Avenida Albino Marques, Lj 4, Edif. Central, Delães;

       2 de Setembro de 1996, Rua EN 204-5, 195, Edif. Ribapão, Bente;

      19 de Fevereiro de 1997,  Rua Luís Barroso, Edif. Inf.D.Henrique, .Famalicão;

      13 de Dezembro de 1997, Rua das Escolas Primárias, Brito, Guimarães;

      10 de Abril de 1998, Avenida das Lameiras, Lj 5, Delães;

      1 de Outubro de 1998, Rua Conde de Riba de Ave, 219, Riba de Ave;

      3 de Novembro de 1998, Avenida Joaquim Leite, 479, Edif.Sanfins, Bairro;

      19 de Dezembro de 2000, Avenida 25 de Abril, Lj 17, Edif.Sestelo, Oliveira Sta. Maria;

      20 de Dezembro de 2001, Rua 20 de Junho, 847, Edif.S.Vicente, Gavião;

      20 de Dezembro de 2002, Rua Manuel Pinheiro Alves, 719, Seide S.Miguel;

      17 de Dezembro de 2004, Rua da Mabor, 70, Lousado;

      14 de Março de 2005, Rua da Calçada, Edif.S.Bento, Lj 1, Requião;

 

Destes, só os estabelecimentos de Gavião e Lousado não são propriedade da Empresa.

 

No estabelecimento da Rua Luís Barroso funciona durante o dia uma secção de fabrico próprio. 

 

A RIBAPÃO sente, como não poderia deixar de ser, um grande orgulho pelo seu passado, pelo seu presente e garantidamente pelo seu futuro.

 

É uma emprese dinâmica, com prestigio e prestigiada.

 

O seu lema é e será sempre Bem Servir. Por isso estamos onde estamos.

 

Seja bem vindo à nossa página e às nossas casas, onde teremos muito prazer em BEM SERVI-LO.